21 de fevereiro de 2018
Sustentabilidade
2 de fevereiro de 2018 - 18:00

Estados Unidos x Brasil

Quem desmatou mais?, pergunta Evaristo de Miranda, comparando um país com o outro no quesito "áreas protegidas". Os EUA dedicam 19,9% de seu território à preservação da vegetação nativa. O Brasil, 66,3%.

Evaristo E. de Miranda

Em 2017, a Embrapa Territorial, num trabalho minucioso, mapeou e estimou as áreas dedicadas à proteção, à preservação e à conservação da vegetação nativa no Brasil e chegou a um total de 563.736.030 ha ou 66,3% do Brasil (Fig. 1).

O mundo rural brasileiro é na prática uma sucessão de ilhas e arquipélagos de cultivos e pastagens num imenso oceano de formações vegetais nativas, em diferentes estados de proteção, preservação e conservação. No Brasil, ao contrário do que ocorre na maioria dos países, não é a zona rural que contém manchas de florestas e de vegetação nativa. É a imensa e diversificada área de vegetação nativa quem contém as atividades rurais.

A dimensão geográfica dos 563.736.030 ha ou dos 5.637.360 km² destinados hoje no Brasil à proteção, à preservação e à conservação da vegetação nativa representa uma área maior do que a superfície total dos 28 países da União Europeia. E ainda caberia um adicional de 3,6 Noruegas nesse total (Fig. 2).

Cabe repetir: a área total, devidamente mapeada, destinada pelo Brasil à proteção, à preservação e à conservação da vegetação nativa é maior que todo o território ocupado pelos 28 países da União Europeia.
 

A matéria completa está na edição de fevereiro da Revista Agro DBO. Assinantes também podem lê-la na edição digital.

Fonte: Agro DBO 96

Comentário