20 de novembro de 2017
Logística
7 de novembro de 2017 - 16:32

Conservação de alguns trechos da BR-163 preocupa

Segundo Edeon Vaz, situação vista no começo de 2017 não deve se repetir em 2018, mas escoamento pode ser impactado

Thuany Coelho

A situação vista em fevereiro de 2017, quando atoleiros em trechos da BR-163 no Pará impediram o trânsito de veículos, incluindo diversos caminhões carregados com soja, não deve se repetir em 2018. É o que espera Edeon Vaz Ferreira, diretor executivo do Movimento Pró-Logística. “Não vai chegar a esse nível, mas vai reduzir a velocidade dos caminhões”, diz. Segundo ele,

Ao Portal DBO no Fórum Estadão - Logística Infraestrutura no Agro, Ferreira fez um balanço da logística de escoamento de grãos no país em 2017 e as perspectivas para 2018. Para ele, é preciso avançar no desenvolvimento dos portos para evitar um apagão portuário. “Hoje, estamos escoando 100 milhões de toneladas pelos portos e temos capacidade de 125 milhões de toneladas, mas precisamos nos mexer, porque o crescimento no volume é mais rápido do que o da infraestrutura”. Na entrevista, ele ainda comenta sobre as ferrovias Ferrogrão e Norte-Sul. Ouça:

Fonte: Portal DBO
Áudio
Carregando player...

Comentário