22 de agosto de 2017
Milho
11 de agosto de 2017 - 14:46

"Objetivo é manter o milho na região"

Segundo comprador do grão em MT, preços devem diminuir o estímulo para o plantio da próxima safra

Thuany Coelho

Com o valor do frete em patamares próximos - e até maiores - do que o do milho, o objetivo dos produtores da região de Lucas do Rio Verde, MT, é não ter que levar o grão para longe. “Por isso é importante a presença de indústrias que consumam o milho por aqui”, diz o comprador do grão André Almeida.

Ele acredita que, com as condições de preço atuais, a área de milho possa ser reduzida na próxima safra. “Acho que os valores históricos do ano passado fizeram com que os produtores deixassem de plantar outras culturas e migrassem para o milho, mas isso deve diminuir para o ano que vem, o que pode ajudar a elevar os preços”.

Anderson Oro, diretor-executivo da Cooavil, cooperativa de 22 produtores e que plantou cerca de 76 mil hectares de soja e 50 mil de milho na última safra, disse que o planejamento para a safra 2017/2018 do grão vai depender dos custos. “Se estiverem muito altos, vamos pensar em uma mudança, talvez plantar palhada para melhorar a situação da soja”. Boa parte da produção atual de milho da cooperativa foi comercializada para as tradings por meio dos leilões do governo.

Soja - Na Cooavil, o planejamento para a safra de soja está andando, mas ainda não foi finalizado. “Nós compramos o fertilizante, faltam os químicos e uma parte das sementes. O preço não está ajudando, a bolsa de Chicago caiu bastante, então a conta em dólar não fecha para comprar os insumos para a próxima safra, está bem apertado”.

Ouça entrevista com Almeida sobre a situação atual dos preços e as opções dos produtores para o futuro:

Fonte: Portal DBO
Áudio
Carregando player...

Comentário