22 de agosto de 2017

Genética volta a ganhar espaço na ExpoLondrina

Feira no Paraná movimentou R$ 3,9 milhões em oito leilões de genética

A Sociedade Rural do Paraná (SRP) promoveu entre os dias 30 de março e 9 de abril a 57ª edição da ExpoLondrina. Este ano a feira manteve o mesmo número de leilões de genética da edição anterior, mas teve desempenho bem mais positivo.

Foram vendidos 415 lotes por R$ 3,9 milhões, resultando na média geral de R$ 9.545. A oferta foi composta por bovinos Nelore, Nelore Mocho, Angus e Girolando; equinos Crioulo; e ovinos Dorper.

Na comparação com a edição anterior da feira, a oferta cresceu 32,4% e o faturamento 35%, colocando fim a dois anos de recuos. Já o preço médio se manteve praticamente estável, com alta de menos de 2%. De acordo com o Banco de Dados da DBO, os leilões de genética da ExpoLondrina 2016 movimentaram R$ 2,9 milhões com 314 lotes vendidos à média de R$ 9.376.

O grande destaque deste ano foi a dobradinha de remates Londrina Fest, que arrecadou mais de R$ 2 milhões com 128 lotes de machos, fêmeas e embriões Nelore de elite e produção. O remate foi promovido por Raphael Zoller, da AgroZoller; Paulo Garcia, da Nelore Kalunga; Roberto e Simone Bavaresco, da Agropecuária RS; e José Pelegrino Neto, da Nelore Arte Real.

Acompanhe alguns resultados da ExpoLondrina neste site.

Fonte: Portal DBO

Comentário