22 de novembro de 2017
ExpoLondrina, PR
10 de abril de 2017 - 14:34

Londrina Fest abre espaço para venda de genética

Com R$ 2 milhões por mais de 100 lotes, remate teve a maior receita da ExpoLondrina

Alisson Freitas

Na noite de 8 de abril, o Parque de Exposições Ney Braga foi palco da 2ª edição do Londrina Fest. O remate fez parte da programação da 57ª ExpoLondrina e este ano, além das fêmeas e prenhezes de elite, contou também com oferta de genética.

No total, foram vendidos 128 lotes por R$ 2 milhões, sendo a maior receita da feira pelo segundo ano consecutivo, de acordo com o Banco de Dados da DBO.

A etapa de elite puxou a receita, com 25 exemplares comercializados por R$ 1,2 milhão. Do grupo saíram 19 bezerras, novilhas e matrizes à média de R$ 50.526 e seis prenhezes a R$ 42.400.

O grande destaque foi Caneta FIV do Mura, arrematada em 50% por R$ 76.800. O lance foi dado por José Pelegrino Neto, da Nelore Arte Real, novo sócio de Raphael Zoller, da AgroZoller, na propriedade do animal. A doadora de 88 meses é filha de Big Ben da Santa Nice na doadora Rubrica TE Terra Boa e produz em média 30 oócitos por coleta.

Já na oferta de genética, 89 fêmeas foram comercializadas ao preço médio de R$ 7.253 e 14 machos saíram a R$ 10.200. O lance máximo da categoria foi os R$ 43.500 dados pela Fazenda Água da Mata para adquirir Musa 2 DC TE junto a Fazenda Cachoeira 2C, de Beatriz Garcia Cid e filhos. O total movimentado pela etapa foi de R$ 788.400.

O Londrina Fest teve como promotores Raphael Zoller, da AgroZoller; Roberto e Simone Bavaresco, da Agropecuária RS; Paulo Garcia, da Nelore Kalunga; e José Pellegrino Neto, da Nelore Arte Real.

A organização foi da Programa Leilões e a transmissão do Canal Rural. O martelo foi comandado pelo leiloeiro João Gabriel, com pagamentos fixados em 30 parcelas. 

Fonte: Portal DBO

Comentário