17 de agosto de 2017
Nelore
7 de agosto de 2017 - 18:05

Touro super precoce brilha no Mega Leilão Genética Aditiva

REM Espião 007 teve 33% de sua propriedade comercializada por R$ 315.000 para o criador boliviano Miguel Mucarzel. Animal produziu sêmen pela 1ª vez aos nove meses de idade.

Alisson Freitas

Dona de 8% do mercado de sêmen do Brasil, a Genética Aditiva promoveu 14ª edição do seu Mega Leilão no dia 5 de agosto, em Campo Grande, MS. Entre cotas de participação e animais inteiros, o remate comercializou 364 reprodutores Nelore por R$ 4,5 milhões, sendo uma das maiores receitas do ano, de acordo com o Banco de Dados da DBO.

A média dos animais foi de R$ 12.517, valor equivalente a 109,3@ para pagamento à vista na praça (R$ 114,5/@). Todos saíram com avaliações do PMGZ, da ABCZ; Nelore Brasil, da ANCP; e Geneplus, da Embrapa Gado de Corte.

O grande protagonista do dia foi o jovem reprodutor REM Espião 007. Filho de REM Agortan em vaca REM Vokolo, o animal produziu sêmen pela primeira vez aos 11 meses e hoje, aos 24, faz parte da bateria de touros da Alta Genétics e tem mais de 5.000 doses de sêmen já comercializadas. De quebra ele é 0,1% nos três programas que a Genética Aditiva participa.

Com lance de R$ 315.000, o criador boliviano Miguel José Mucarzel arrematou 33% do animal, valorizando-o em R$ 945.000. "O Espião é o protótipo perfeito do Nelore que estamos buscando. É um animal super precoce, filho de mãe super precoce e que produziu sêmen assim que saiu da desmama. É uma vitória da ciência", destacou Eduardo Coelho.

Outro destaque foi a venda de 50% do touro REM Empolgadho, fechada em R$ 153.000 pelo criador Jovanildo Bertolino. O touro de 24 meses é filho de REM Amador em vaca REM Plutor e é top 0,1% no Geneplus e tope 0,5% no PMGZ e Nelore Brasil.

A captação de lances foi conduzida pelo leiloeiro Adriano Barbosa, que bateu seu martelo para a selar as vendas com pagamentos fixados em 24 parcelas. A organização do evento foi da Programa Leilões e a transmissão do Canal do Boi.

Fonte: Portal DBO/Publique

Comentário