21 de agosto de 2017
Leite
20 de abril de 2017 - 16:19

Canadá defende produtores de leite

Trump criticou o sistema de gestão de oferta do país. Preços são definidos pela média dos custos de produção

Em seu primeiro comentário após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticar as políticas de proteção aos produtores de leite do Canadá, o primeiro ministro canadense, Justin Trudeau, disse que o atual "sistema funciona muito bem" e que iria apresentar fatos à Casa Branca sobre o tema.
 
"Não vamos fingir que estamos em uma mercado livre quando se trata de agricultura. Cada país protege e por boas razões suas indústrias agrícolas", disse Trudeau em um evento do setor em Toronto. 

A maior objeção de Trump é o sistema de gestão de oferta do Canadá. Sob tal esquema, os preços de laticínios são definidos com base na média dos custos de produção. A produção é controlada por um sistema de quotas regularizado e a concorrência é penalizada com tarifas. 

O primeiro ministro canadense observou também que atualmente os Estados Unidos estão administrando um superávit comercial com o Canadá em lácteos, "então o Canadá não é o desafio aqui". Sobre o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta), ele afirmou que está disposto a debater melhorias com os EUA para o acordo. 

Na terça-feira, Trump afirmou que o Canadá deveria parar de proteger seus produtores de leite da competição com os americanos. "O que aconteceu com vocês é muito, muito injusto", disse. "É outro acordo enviesado contra os EUA e isso não vai continuar acontecendo por muito tempo." 

Ao longo de décadas, os governos canadenses, independentemente da orientação política, defenderam a prática popular em províncias com grandes colégios eleitorais e muitos pequenos produtores.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Comentário