22 de janeiro de 2018
Mercado futuro
12 de janeiro de 2018 - 10:23

2018 começando bem

O mercado futuro segue precificando toda a safra de 2018 acima do patamar de R$150,00/@ bruto de Funrural

Leandro Bovo

Com todo mundo em ritmo de férias de final de ano, o mercado fica bastante esvaziado e a dificuldade de compras tem ditado o tom nos últimos dias.

Para encontrar pecuaristas dispostos a escalar seus animais no início do ano, via de regra, a indústria está tendo que pagar um pouco mais, porém, nem isso tem melhorado o ritmo dos negócios que estão balizados em R$150,00/@ à vista em São Paulo. Dependendo do tamanho e qualidade do lote esse preço pode ser bruto de Funrural ou já líquido do imposto.

O ano de 2018 vai começar com o preço de R$150,00/@ na cabeça de todo pecuarista e, com a curva de ganho de peso dos animais a pasto bastante favorável, é pouco provável que tenhamos uma grande pressão vendedora em preços abaixo desse nível.

Do lado da indústria, já é esperado que o escoamento da carne no mercado interno seja bem mais lento, como acontece todos os anos. Nesse ambiente, provavelmente teremos uma disputa de forças bastante grande já que a indústria tentará de todas as formas impedir que a praça paulista “fuja” muito da baliza dos R$150,00/@ vigentes atualmente.

Além da facilidade de reter os estoques, outro fator que joga a favor dos pecuaristas é a expectativa com relação à nova alíquota do Funrural. Após publicada no diário oficial, a nova alíquota passaria a ser de 1,5%, trazendo um ganho líquido de 0,8% para as vendas posteriores à promulgação. 

O mercado futuro segue precificando toda a safra de 2018 acima do patamar de R$150,00/@ bruto de Funrural, porém sem grandes apostas de que os preços se descolem muito desse patamar. Na verdade, nas últimas semanas o volume de negócios foi bastante baixo e as oscilações de preço também muito pequenas. O resultado disso foi que a volatilidade das opções tem caído bastante, barateando muito os seguros de preço mínimo para 2018.

Ao que tudo indica teremos um início de ano positivo para a pecuária, e após um ano difícil como 2017 a torcida é para que esses “bons ventos” possam perdurar por bastante tempo.

Um 2018 de muito sucesso a todos!

*Leandro Bovo é médico veterinário, pós-graduado pela ESPM, tem MBA em finanças pelo Insper-SP e é diretor da Radar Investimentos.

Scot Consultoria

Comentário