22 de novembro de 2017
Semex
18 de abril de 2017 - 16:05

Semex participa da ExpoZebu

Para empresas do setor de genética, o evento uma ótima oportunidade de aumentar vendas de sêmen de raças zebuínas

A agenda de exposições pecuárias no país terá a realização de eventos de alcance internacional neste mês de abril, como é o caso da ExpoZebu (Exposição Internacional das Raças Zebuínas). Com a expectativa de receber comitivas estrangeiras de 30 países e visitantes de todo o Brasil, a feira acontecerá em um dos maiores polos de genética bovina do mundo, que é a cidade de Uberaba, MG, no Parque Fernando Costa, de 29 de abril a 7 de maio.

Para as empresas do setor de genética, o evento deve impactar positivamente nas vendas de sêmen das raças zebuínas, que são muito procuradas especialmente pelos países da América Latina. De olho nesses potenciais compradores, a Semex Brasil reservou algumas novidades para a ExpoZebu 2017, como a divulgação de novos touros participantes dos Testes de Progênie das raças Guzerá e Gir Leiteiro e o lançamento do Catálogo de Corte Nacional 2017.

“Dentro da filosofia da Semex Brasil de oferecer soluções ao produtor, o Catálogo de Corte 2017 virá com muitas novidades. Selecionamos apenas touros da reserva de cada fazenda, todos avaliados nos mais diversos programas genéticos, com pedigrees consistentes para a utilização com confiança. Além disso, são touros corretos de aprumos, com muita cobertura muscular. Independente da fazenda de origem, eles têm o mesmo objetivo: fornecer lucratividade ao produtor. Alguns deles saem com avaliação de carcaça por ultrassonografia, demonstrando alto rendimento de carcaça, acabamento precoce e marmoreio. Isto fará com que o produtor produza mais arrobas, com menor tempo possível e produzindo uma carne de melhor qualidade.", diz Sciamarelli Júnior.

A expectativa é de que a casa da Semex Brasil na maior exposição de zebuínos do mundo receba a visita de delegações estrangeiras da América Central e da América do Sul. “Assim como o pecuarista brasileiro, os estrangeiros estão em busca de touros com avaliação genética positiva, seja para leite ou corte, de alto desempenho produtivo e totalmente adaptado ao clima tropical. Com o avanço dos programas de melhoramento genético, conseguimos oferecer a esse mercado material genético zebuíno com qualidade comprovada.”, explica Christian Milani Resende, gerente de Produto Leite Tropical da Semex Brasil.

No ano passado, as exportações de sêmen cresceram 33,1%, de acordo com relatório divulgado em abril pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA). Os maiores importadores foram Paraguai, Bolívia, Argentina, Colômbia, Costa Rica e Equador. Já Índia, Sri Lanka e Moçambique começam a despontar como destinos para a genética brasileira. Todos esses países devem enviar comitivas para a ExpoZebu 2017.

Fonte: Semex

Comentário