20 de novembro de 2017
Esalq
1 de novembro de 2017 - 18:15

José Otávio Machado Menten recebe homenagem da diretoria da Esalq

Menten se aposentou após 47 anos de Universidade de São Paulo

Graduado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq), na turma de dezembro de 1973, o professor do Departamento de Fitopatologia e Nematologia (LFN) José Otávio Machado Menten se aposentou após 47 anos de Universidade de São Paulo.

Após se formar, Menten manteve o vínculo com a Esalq e começou a trabalhar no Instituto Agronômico. “Fiquei muito pouco tempo no Instituto Agronômico e fui contratado pela Embrapa. Embora tivesse iniciado naquela época, como eu demonstrei muito interesse em me aprimorar, eles me liberaram para começar, imediatamente, a pós-graduação. Então eu continuei prestando alguns serviços para a Embrapa durante sete anos, mas depois fui contratado pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena)”.

O professor ficou até 1985 no Cena, quando veio para a Esalq e assumiu o ensino na Fitopatologia. Após isso, o docente realizou algumas atividades de pós-doutorado, consultorias, foi vereador, secretário de Agricultura e, durante dois anos, ocupou o cargo de diretor executivo da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef). “A Esalq é minha raiz. Meu interesse sempre foi trabalhar com ensino, pesquisa e extensão aqui na Esalq. Então tive essas oportunidades, mas sempre retornei para cá”, disse Menten.

O docente tem experiências em diversas áreas, como: Patologia de Sementes; Diagnose e Controle de Doenças de Plantas; Resistência de Plantas a Patógenos; Fitossanidade; Epidemiologia de Doenças de Plantas; Biologia; e Fisiologia de Microrganismos. “Fui representante da Esalq no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), durante seis anos, e atuei como coordenador do curso de Engenharia Agronômica, assumindo depois algumas disciplinas que não eram diretamente ligadas à Fitopatologia, a principal delas é Introdução à Engenharia Agronômica e a outra disciplina, Produtos Fitossanitários”, concluiu.

No dia 04 de outubro de 2017, o docente foi homenageado e recebeu das mãos do diretor da Esalq, Luiz Gustavo Nussio, o Termo de Reconhecimento pelas contribuições à Escola. Menten pretende manter o vínculo com a Esalq e conciliar algumas atividades. “Creio que da para compatibilizar as coisas. Gostaria de continuar com algumas atividades no ensino de graduação, mas também alguma pesquisa, orientação e um pouco de extensão”, finalizou o docente.

Fonte: Assessoria

Comentário