23 de junho de 2020

Como estabelecer metas?

Primeiro passo é conhecer seu negócio e planejar os resultados que pretende obter, definindo indicadores específicos e mensuráveis.

Definição de metas de resultado deve ser feita pela equipe, para alinhamento de procedimentos e diretrizes.

Por Marcelo Pimenta – diretor executivo da Exagro – Excelência em Agronegócios, consultoria de Minas Gerais.

Antes de pensarmos em responder à questão que dá título a este artigo, vamos dar um passo atrás e perguntar: “Para que estabelecer metas?” Segundo o professor Vicente Falconi, sócio-fundador da Falconi Consultores de Resultado, de SP, fazer gestão é resolver problemas. E problema é tudo aquilo que está entre a minha situação atual (da minha empresa, do meu negócio) e os resultados que quero alcançar. E esses resultados esperados são as minhas metas. Portanto, estabelecer boas metas e atingir os resultados esperados significa fazer uma boa gestão, com todos as atividades e processos envolvidos no meio do caminho.

Para que se possa estabelecer boas metas, é preciso conhecer a atividade e a situação específica da empresa, estudar diferentes cenários com as variáveis importantes envolvidas, e determinar os objetivos de resultado. Se sou um pecuarista, preciso analisar a situação da minha fazenda em relação ao solo, pastagens, estrutura, equipe, rebanho, mercado, localização etc., e com conhecimento sobre o negócio fazer um planejamento amplo que me dê a perspectiva de resultados conforme cada cenário de sistema de produção, situação de mercado e tecnologia empregada. Assim, é possível estabelecer objetivos viáveis e desafiadores que atendam aos meus anseios como investidor, empresário rural e pessoa. A clareza nos objetivos e um bom planejamento são os primeiros passos nos processos de gestão e, a partir deles, as metas podem ser traçadas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

This post is only available to members.

De volta à prancheta

Boi brasileiro evoluiu em peso, mas não morre gordo, pois falta acabamento de carcaça. Nos falta um modelo de produção.

Por Danilo Grandini – Zootecnista, com pós-graduacão em análise econômica, e diretor de marketing da Phibro para o Hemisfério Sul (Austrália, África do Sul, Argentina e Brasil).

Difícil fazer elogios ao momento que estamos passando, apesar disso, me parece que a infindável lista de limitações está nos fazendo melhores comunicadores e, principalmente, bons ouvintes. A quantidade de lives, cursos, debates on-line e grupos de whatsapp, seja pela qualidade ou relevância, é simplesmente fantástica. Mesmo os mais resistentes à internet estão se virando como podem e vencendo a barreira do medo para ter acesso às ferramentas virtuais.

O que mais chama a atenção é que o setor, sem perceber, passou a trocar mais e melhores informações, ou seja, chegamos ao nível de detalhes (frigorifico, consultor, nutrição, genética, equipamentos) muito importantes para a promoção de um melhor debate e principalmente para ajudar a cadeia (todos nós) a errar menos.

Neste contexto, fiz uma participação em dois eventos no mês de maio: um para um treinamento/debate sobre estresse calórico junto a uma importante empresa de nutrição animal de Rondônia, e outro, sobre o sistema de terminação intensiva a pasto, no qual participei, com muita satisfação, ao lado dos colegas Fábio Dias (JBS) e Rogério Coan (Coan Consultoria). Sobre este último evento, ouvi com muita atenção a ambos, mas principalmente o que Fábio relatava sobre os abates, números e informações preciosas sobre a qualidade das carcaças produzidas, tanto que revi esta apresentação no You Tube por três vezes. Duas informações me chamaram atenção e ajudaram em um diagnóstico no qual, há muito, penso.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

This post is only available to members.

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.