28 de abril de 2021

Mais conforto no creep feeding

Pensando no bem-estar animal, Fazenda Ana Amélia, em Martinópolis, SP, instala creep feeding ao lado de área sombreada para proporcionar ainda mais conforto às crias

Bezerros meio-sangue Angus sob sombra dentro do creep feeding, na Fazenda Ana Amélia.

Por Renato Villela

O creep feeding sempre foi encarado como uma instalação exclusiva para bezerros, onde podem entrar, consumir a ração específica para eles e depois sair rapidamente. A crescente preocupação com o bem-estar animal, no entanto, tem revisado esse conceito. Nas fazendas, pequenos ajustes estão sendo feitos para que essa estrutura, simples e enxuta, proporcione ainda mais conforto às crias. “O creep precisa ter espaço interno suficiente para que todos os bezerros do lote possam entrar e descansar confortavelmente após comer a ração”, defende o zootecnista e consultor Alexandre Zadra. Segundo Fernanda Macitelli, professora da (Universidade Federal do Mato Grosso), e especialista em bem-estar animal, não há estudos comparando diferentes metragens, mas aceita-se 2 m²/bezerro como dimensionamento adequado para o creep.

Fernanda concorda com essa recomendação, mas lembra que, dependendo do tamanho do lote, esse espaço por cabeça exigirá um creep grande e, consequentemente, mais caro. A saída para garantir o conforto dos bezerros, neste caso, pode estar mais na localização do que no espaço interno. “Se o produtor conseguir instalar o creep perto de uma árvore, por exemplo, os bezerros terão a área sombreada para se deitar e descansar, mesmo que fiquem do lado de fora da instalação”, diz ela.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.