11 de junho de 2021

Receita dos leilões no mês de maio ultrapassa R$ 150 milhões

Puxado pelos remates da 86ª ExpoZebu, faturamento cresceu mais de 54%; já a média geral subiu 122% e superou R$ 23.000, segundo o Banco de Dados da DBO

Por Gualberto Vita

O mercado de leilões registrou queda na quantidade de bovinos de genética para carne ofertados no mês de maio.

De acordo com o Banco de Dados da DBO, os resultados de 63 pregões, computados até o dia 1o de junho, apontaram comercialização de 6.518 lotes de machos, fêmeas, prenhezes, embriões e aspirações, o que representou um recuo de 30,4% em relação ao volume negociado no mesmo mês de 2020.

A média geral subiu 122% e marcou R$ 23.170. Em relação à movimentação financeira, o crescimento foi de 54,6% e bateu nos R$ 151 milhões.

A menor oferta foi mais acentuada entre as fêmeas. Em maio do ano passado, foram arrematadas 6.279 bezerras, novilhas e matrizes; neste ano, apenas 3.332, um recuo de 46,9%.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

This post is only available to members.

O novo horizonte da silagem de cana

VEJA os destaques da edição de junho e o Especial Suplementação; na capa, a silagem de cana retorna com mais qualidade aos confinamentos como alternativa vantajosa em tempo de milho e subprodutos caros

Os rumos do confinamento

O DBO Entrevista recebeu o engenheiro agrônomo e analista de mercado Alcides Torres Jr., que trouxe as novidades do Confina Brasil 2021, expedição com meta no levantamento de dados da pecuária intensiva; VEJA

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.