3º Prêmio Mulheres do Agro anuncia nove finalistas de cinco Estados

As produtoras rurais que se destacam por iniciativas sustentáveis serão reconhecidas pela excelência na gestão no dia 27 de outubro, durante a 5ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio

O 3º Prêmio Mulheres do Agro anuncia as nove produtoras finalistas que concorrem com projetos que aliaram sustentabilidade e transformação digital em suas propriedades. As escolhidas são dos Estados do Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

As empreendedoras rurais que se classificaram nos três primeiros lugares da edição foram protagonistas por suas gestões inovadoras que vão desde pecuária, avicultura e suinocultura, a grãos de soja, milho, trigo, café e eucalipto.

Idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), a iniciativa reconhece a atuação feminina em três categorias – pequena, média e grande propriedade – e valoriza as boas práticas agropecuárias e a gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental.

“Entre os cases inscritos, os que mais chamam a atenção foram aqueles que se destacam por fazer uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou de colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano”, explica Gislaine Balbinot, gerente de Comunicação da Abag.

As finalistas

Neste contexto, os nomes escolhidos para a fase final da 3ª edição do Prêmio Mulheres do Agro foram:

Clarisse Liana Weber Volski (Pitanga, Paraná)

Flávia Montans (Rio Verde, Goiás)

Kamila Laida Guimaraes Aguiar (Rio Verde, Goiás)

Luciana Dalmagro (Batatais, São Paulo)

Mara Motter (Três Arroios,Rio Grande do Sul)

Michelle Rabelo de Morais (Pato de Minas, Minas Gerais)

Simone Felisbino (Rio Verde, Goiás)]

Simoni Tessaro Niehues (Serranópolis do Iguaçu, Paraná)

Tatiele Dalfior Ferreira (Governador Lindenberg, Espírito Santo)

Premiação

A premiação será realizada no dia 27 de outubro, às 11h14, durante a 5ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio (CNMA). Este ano, o evento será no formato digital.

Este ano premiação ultrapassou a marca de 200 inscrições e, desde que foi criada, em 2018, mais de 550 produtoras contaram sua história por meio da iniciativa. De lá para cá, o Prêmio Mulheres do Agro já reconheceu o trabalho de 18 agricultoras e pecuaristas de várias regiões do Brasil.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.