Abag acredita que tabelamento de frete cairá depois das eleições

Com tabela em vigor, entidade vê risco de inflação e limitação nos fechamentos de contratos futuros
Foto: Portal DBO.

A Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) espera que o tabelamento de fretes rodoviários deixe de vigorar depois das eleições para a Presidência, em outubro. “Acreditamos efetivamente que a tabela vai cair, com base em experiências que já tivemos em governos passados”, afirmou o presidente do Comitê de Logística e Competitividade da Abag, Cláudio Graeff, no 25º Congresso Internacional da Indústria do Trigo, em Foz do Iguaçu, PR.

“Depois das eleições, as decisões da justiça estarão desvinculadas de interesses políticos”, acrescenta o executivo, o que facilita a derrubada da medida. Nos cálculos da entidade, a tabela desencadeou aumento de custos com fretes que vão de 51% a 150%, a depender da região.

“Vemos risco de inflação nos alimentos, limitações nos fechamentos de contratos no mercado futuro de grãos e possibilidade de queda no plantio da safra 2018/2019 em decorrência do tabelamento”, disse.

A tabela de frete surgiu como uma medida do governo federal para pôs fim à greve dos caminhoneiros, ocorrida entre o fim de maio e o início de junho.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on pocket
Pocket

Posts Relacionados:

Menu

GALERIA DE FOTOS DO INSTAGRAM

Acompanhe e compartilhe:

Fechar Menu
×
×

Carrinho