Abate de bovinos cai 4,4% no 2º trimestre ante 2º trimestre de 2020, diz IBGE

Houve manutenção da tendência de retenção de fêmeas observada desde o início de 2020: o total de fêmeas abatidas foi de 2,59 milhões

Os produtores brasileiros abateram 7,08 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre de 2021, um recuo de 4,4% em relação ao segundo trimestre de 2020, segundo os resultados das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, houve elevação de 7,4%.

Houve manutenção da tendência de retenção de fêmeas observada desde o início de 2020. O total de fêmeas abatidas foi de 2,59 milhões, o menor número para um segundo trimestre desde 2003.

“Ao mesmo tempo, os preços médios da arroba bovina e do bezerro mantiveram-se em patamares elevados e o volume de carne bovina in natura exportada foi o segundo maior obtido em um segundo trimestre, considerando a série histórica da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, com recorde para o mês de abril (125,50 mil toneladas)”, observou o IBGE, em nota.

Na comparação com o segundo trimestre de 2020, a redução de 328,33 mil cabeças abatidas no segundo trimestre deste ano foi decorrente de quedas em 21 das 27 Unidades da Federação (UFs), com destaque para o Mato Grosso do Sul (-85,44 mil cabeças), Mato Grosso (-74,40 mil), Paraná (-67,66 mil), Rio Grande do Sul (-63,15 mil), São Paulo (-56,88 mil), Minas Gerais (-20,50 mil), Rondônia (-18,02 mil) e Bahia (-17,53 mil). Na direção oposta, houve aumento no abate em Goiás (+81,40 mil), Pará (+77,26 mil), Tocantins (+4,51 mil) e Acre (+2,3 mil).

Mato Grosso ainda lidera o abate de bovinos, com 15,7% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (11,3%) e Goiás (11,0%), que assumiu a posição anteriormente ocupada por São Paulo (10,2%).

SAIBA MAIS

Abate de suínos sobe 7,6% no 2º trimestre ante 2º trimestre de 2020, diz IBGE

IBGE: abate de frangos sobe 7,8% no 2º tri/21 em relação ao mesmo trimestre de 2020

Aquisição de couro sobe 2,6% no 2º trimestre ante 2º trimestre de 2020, diz IBGE

IBGE: aquisição de leite recua 11,4% no 2º tri/21 na comparação com o primeiro trimestre do ano

Safra 2021 será de 251,7 milhões de toneladas, queda de 1% ante 2020, diz IBGE

Produção de ovos sobe 0,9% no 2º trimestre ante ante 2º trimestre de 2020

 

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.