ABCZ e Embrapa lançam sumário integrado de touros

Publicação traz DEPs Genômicas da raça Nelore e avaliações de animais outras seis raças
Foto: Maria Gabryella Ribeiro/ ABCZ

Criadores, técnicos, pesquisadores e profissionais do setor tiveram acesso hoje, 20 de agosto, aos primeiros dados de avaliação genômica do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ). Foi lançado na tarde desta segunda-feira o Sumário de Touros desenvolvido pela ABCZ e Embrapa, por meio do programa Geneplus. Essa a primeira edição do projeto desenvolvido de forma integrada pelas duas instituições, que, além das avaliações genômicas da raça Nelore, reúne a avaliação genética de animais Brahman, Gir, Guzerá, Indubrasil, Sindi e Tabapuã.

“Esse é um evento de grande importância para o país. Estamos dando um enorme passo dentro do trabalho de melhoramento genético das raças zebuínas, e, consequentemente, da pecuária nacional”, destacou o diretor Técnico da ABCZ, Valdecir Marin, durante a abertura do evento.

Em uma apresentação compartilhada entre pesquisadores e técnicos das duas entidades, o público conheceu um pouco mais da metodologia usada para o desenvolvimento do Sumário, que considerou a avaliação genética de pouco mais de 14 milhões de animais, incluindo 12.277 genótipos da raça Nelore. O alto número já é um reflexo da parceria, que uniu o banco de dados dos dois programas. Desse total, cerca de 2.510 touros tiveram as avaliações divulgadas na edição impressa do sumário.

“Nessa versão precisamos reduzir um pouco a quantidade de avaliações publicadas, por conta do tamanho do arquivo. Então utilizamos um filtro de acurácia para selecionar os animais. Já na versão online do sumário devemos trazer os dados de aproximadamente 50 mil animais”, explica Henrique Torres Ventura, superintendente-adjunto de Melhoramento Genético.

A importância da parceria para a criação de um sumário unificado entre PMGZ e Geneplus também foi ressaltada pela Embrapa. O pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Luís Otávio Campos Silva, define o projeto como ‘um novo momento para as duas entidades’.

“Nós já tivemos uma parceria anteriormente que durou cerca de 30 anos. E agora voltamos com uma vontade muito maior de produzir algo ainda melhor para os criadores. Estamos disponibilizando uma ferramenta com um potencial enorme para esses pecuaristas, mas para que ela realmente seja efetiva, precisa ser usada”, destaca ele.

Genômica. Seguindo a proposta de utilização da genômica no processo de melhoramento genético das raças zebuínas, a previsão da ABCZ é de que até o fim do ano que vem a quantidade de avaliações genômicas no banco de dados do PMGZ salte dos atuais 12.277 animais para cerca de 100 mil.

“Nós já temos programado, em execução, aproximadamente 50.000 genotipagens. Elas devem ser concluídas até o final desse ano. Então, seguramente, iremos atingir esses 100.000 até o fim de 2019”, garante o superintendente Técnico da ABCZ, Luiz Antonio Josahkian.

Fonte: ABCZ

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

DNA de gestora

Quem observa a médica veterinária Carine Letícia Schneider Faifer (29 anos) em frente a uma das poucas escolinhas infantis de Chapadão do Céu (cidade goiana

Uma jovem pioneira

Aos 21 anos, Maria Vitória Faé Proença já é pecuarista famosa em Santa Catarina. Ela é dona da Fazenda Vitória, em Rio das Antas (207

Que modelo sucessório adotar?

Não são poucas as dúvidas das famílias rurais quando o assunto é sucessão. Além da delicadeza da questão, definir qual modelo adotar não é tarefa

Fechar Menu
×

Carrinho