ABCZ lança versão comercial do PMGZ

Ferramenta tem como objetivo aumentar a produtividade de rebanhos de corte e leite

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) lançou nesta terça-feira, 17 de julho, em Uberaba, MG, mais uma ferramenta para o melhoramento genético. Dessa vez, o foco está nos criatórios comerciais, que, a partir de agora, contam com uma modalidade específica do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), o PMGZ Comercial.

Diferentemente do PMGZ tradicional, voltado para gado registrado em seleções para o melhoramento genético, o PMGZ Comercial é uma ação que visa atender os rebanhos produtores de carne e leite. “A ideia é oferecer ferramentas que permitam o criador aumentar a produtividade e, consequentemente, o lucro”, explica Valdecir Marin, diretor Técnico da ABCZ.

Segundo o superintendente-adjunto de Melhoramento Genético da ABCZ, Henrique Ventura, será entregue um software por meio Produz, que possibilitará ao criador tenha acesso a todo o conjunto de ferramentas. “Além disseo, os técnicos da ABCZ realização visitar oferecento atendimento especídico para a modalidade de gado comercial”, ressaltou.

Durante o lançamento, foi assinado o contrato com o primeiro parceiro do programa, o grupo Agro Maripá, que inscreveu 15.000 matrizes Nelore. “Trazer essas fêmeas “cara limpa” para um programa só vai nos ajudar. Para nós selecionadores, o PMGZ Comercial é a oportunidade de observar uma verdade de campo, através de números”, destacou Marcelo Baptista de Oliveira, responsável pelo criatório.

Fonte: ABCZ

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

DNA de gestora

Quem observa a médica veterinária Carine Letícia Schneider Faifer (29 anos) em frente a uma das poucas escolinhas infantis de Chapadão do Céu (cidade goiana

Uma jovem pioneira

Aos 21 anos, Maria Vitória Faé Proença já é pecuarista famosa em Santa Catarina. Ela é dona da Fazenda Vitória, em Rio das Antas (207

Que modelo sucessório adotar?

Não são poucas as dúvidas das famílias rurais quando o assunto é sucessão. Além da delicadeza da questão, definir qual modelo adotar não é tarefa

Fechar Menu
×

Carrinho