Abiove: reajuste na tabela não condiz com inflação e prejudica setor produtivo

Entidade reforça que "o aumento da inflação no último ano foi de 4,31%"

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) disse que a tabela do frete divulgada na quinta-feira, 16, com reajustes de até 15%, “não tem embasamento na alta dos custos de insumos”.

Em nota, a entidade reforça que “o aumento da inflação no último ano foi de 4,31%”. Para a Abiove, as “inúmeras novas exigências” da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na resolução que instituiu o Código Identificador da Operação Transporte (Ciot) para todos é uma medida “que prejudica ainda mais o setor produtivo, aumentando custos e gerando burocracia, sem permitir que as partes tenham prazo adequado para se adaptar à nova resolução”.

Continue a leitura após o anúncio

A associação reforçou o posicionamento contrário ao tabelamento e disse que a tabela é “uma medida que impede a livre negociação de um segmento importantíssimo da economia nacional e que está em total desarmonia com o posicionamento liberal do atual governo”.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO