ABPA: Novas habilitações devem impulsionar vendas à China

China é o principal destino das exportações de aves e de suínos do Brasil

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou nota nesta segunda-feira, 9 de setembro, comemorando a habilitação de seis novas plantas de aves de uma de suínos para exportações à China.

Segundo a entidade, o Brasil passa a contar agora com 43 unidades produtoras de carne de frango e 11 unidades de carne suína autorizadas a exportar para a China, além da permissão para embarques de cortes suínos com osso provenientes de outros Estados, além de Santa Catarina.

Continue a leitura após o anúncio

“As habilitações coroam o trabalho executado para as inspeções das unidades, com a inédita adoção da transmissão on line, coordenado pelo Ministério da Agricultura e pela ABPA, juntamente com as empresas do setor. A liderança da Ministra Tereza Cristina durante todo o processo, desde a missão realizada à China, até as incontáveis tratativas junto às autoridades sanitárias daquele país, foi determinante para as novas autorizações”, avalia Francisco Turra, presidente da ABPA.

A China é o principal destino das exportações de aves e de suínos do Brasil. Entre janeiro e agosto, o país asiático importou 348,2 mil toneladas de carne de frango (volume 19% superior ao registrado no mesmo período do ano passado) e 133,5 mil toneladas de carne suína (+31%, segundo a mesma comparação).

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Relacionado

Conteúdo original Revista DBO