Ações da Beyond Meat disparam na estreia em Wall Street

Em IPO, a companhia vendeu 9,63 milhões de ações, levantando mais de US$ 240 milhões

O preço das ações da fabricante de hambúrgueres vegetarianos Beyond Meat mais do que dobrou no seu primeiro dia de negociações em Wall Street. Os papéis, que tinham sido precificados em US$ 25 na oferta pública inicial (IPO), abriram na Nasdaq em US$ 46 e atingiram máxima de US$ 73, o que colocou sua capitalização de mercado em US$ 3,7 bilhões. As ações fecharam em US$ 65,75, alta de 163%.

+Beyond Meat anuncia lançamento de IPO
+Tyson Foods vende a sua participação na Beyond Meat

Continue a leitura após o anúncio

No IPO, a companhia vendeu 9,63 milhões de ações, levantando mais de US$ 240 milhões. O preço ficou no teto da faixa indicativa e coloca o valor de mercado da companhia em cerca de US$ 1,5 bilhão. Segundo o CEO da Beyond Meat, Ethan Brown, o sucesso da estreia da empresa no mercado de ações reflete a aceitação do público a suas versões vegetarianas de carne bovina, suína e de frango.

Os produtos da Beyond Meat são vendidos em mais de 30 mil locais, que incluem mercados e restaurantes, mas a companhia ainda não gera lucros. No ano passado, a empresa reportou receita líquida de US$ 87,9 milhões e prejuízo de quase US$ 30 milhões, em comparação a uma receita de US$ 32,6 milhões e um prejuízo de US$ 32,6 milhões em 2017.

A companhia pretende investir os recursos captados em instalações de produção e no aumento da capacidade de pesquisa e desenvolvimento e marketing. As ações serão negociadas na Nasdaq sob o ticker “BYND”.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO