Agrishow 2019: volume de negócios deve ter crescimento de 10%

De acordo com o presidente da Csmia, Pedro Estevão, a feira acompanha o desempenho do setor de máquinas agrícolas - esperando estimativas positivas
Foto: Coletiva de imprensa na sede da Abimaq (Ricardo Soares).

 

A 26º edição da feira internacional de tecnologia agrícola em ação (Agrishow) deve ter alta de 10% no volume de negócios em relação ao ano anterior, de R$ 2,7 bilhões.

Segundo Pedro Estevão, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas (Csmia) e coordenador do conselho de expositores da Agrishow a feira em Ribeirão Preto normalmente acompanha o desenvolvimento do setor. “ O setor de máquinas e implementos agrícolas, em geral, crescerá 10% e, normalmente, a feira acompanha o desempenho do setor. Sendo assim, também esperamos que seja possível aumentar em 10% o volume de negócios da Agrishow”, salienta Estevão.

Durante a coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 26 de março, o presidente da Agrishow e vice-presidente da Abag, Francisco Matturro, destacaram que entre as novidades desta edição estará a participação de sementes, fertilizantes e defensivos dentro da feira, além de uma área de 10 mil metros de hortifrutis.

“O objetivo da Agrishow é ser uma feira completa. Uma feira completa dentro do segmento agro tem que está presentes sementes, defensivos e fertilizantes. A razão (de ter insumos na feira) não é aumentar o faturamento, é complementar toda a cadeia produtiva ligada ao agro”, afirma Matturro. A área total da feira esse ano será de 520 mil metros quadrados, o equivalente a 52 campos de futebol. Serão 800 marcas presentes no evento que acontece em Ribeirão Preto entre os dias 29 de abril e 3 de maio.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.