Angus Rio da Paz negocia matriz PO por R$ 180.000

Renato e Antonio Zancanaro promoveram virtual de fêmeas avaliadas pelo Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne
Emi da Rio da Paz, vendida por R$ 180.000

Acumulando mais de 25 anos de seleção e melhoramento genético, a Fazenda Angus Rio da Paz (Cascavel, PR), capitaneada pelos criadores Renato e Antonio Zancanaro, apresentou ao mercado lotes de genética apurada durante o “1º Leilão Seleção de Fêmeas”. Pela primeira vez, foram ofertadas exclusivamente fêmeas do plantel paranaense em um inédito evento 100% online.

O pregão virtual na tarde de 8 de agosto faturou mais de R$ 1 milhão com a venda de 46 matrizes PO genotipadas, prenhes e paridas, para investidores de Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. A média geral ficou em R$ 22.500. De acordo com o Banco de Dados da DBO, foi a maior renda e média da raça na categoria em 2020.

Todos os animais saíram com avaliações de ultrassonografia de carcaça e índices destacados de desempenho genético no Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo), da Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC). Em 2018, a fazenda venceu o Mérito Genético, prêmio concedido pela Associação Brasileira de Angus (ABA).

“Neste ano, tudo que vivemos é novo, mas graças a nossa dedicação e foco na avaliação de carcaça e nos índices do Promebo conseguimos alcançar os números altos que desejamos. Hoje, não podemos mais trabalhar sem essas ferramentas na pecuária”, afirmou Antonio Zancanaro.

A matriz mais valorizada foi Emi da Rio da Paz, vendida por R$ 180.000 para Fernando Mantovani, de Cascavel; em 2018 e 2019, Emi (foto) foi considerada como mãe número 1 no Promebo. Segundo informações do Banco de Dados da DBO, foi a maior valorização registrada por uma fêmea Angus no ano.

Outros dois ventres, arrematados pela VPJ Pecuária (Mococa, SP), também se destacaram: Capanegra da Rio da Paz saiu por R$ 63.600, e Tina da Rio da Paz, que foi comercializada por R$ 45.000.

Para o inspetor técnico da Angus, Fernando Velloso, a valorização do leilão é consequência do respaldo de dados que a Rio da Paz tem de seus animais. “A associação está alinhada ao uso da tecnologia no campo e na valorização dos criadores que já trabalham com essas ferramentas”, destacou.

O leiloeiro rural Max Tedy Teixeira coordenou os lances em estúdio, com captações fixadas para pagamentos em 30 parcelas. A organização do evento foi da Panorama Leilões, com transmissão pelo site da leiloeira e Remate Web.

* Com informações da assessoria de imprensa da ABA

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.