Após disparada, preço do boi gordo começa a cair

Indicador do Cepea abriu a semana com baixa de 1,5%

Depois de vencer a barreira dos R$ 230/@ na última semana, o Indicador do boi gordo Esalq/B3/Cepea registrou recuo de 1,5% nessa segunda-feira, 2 de dezembro. O indicador fechou a R$ 227,80/@.

Na sexta-feira, o índice havia atingido o patamar recorde de R$ 231,35/@.

Continue a leitura após o anúncio

Segundo destaca a consultoria Agrifatto, após a trajetória altista das cotações do boi gordo, esta é a primeira semana em que não foram superadas as máximas históricas (pelo menos até agora), demonstrando dificuldade do mercado em manter os níveis alcançados.

As altas recentes da carne bovina no atacado acenderam um sinal de alerta na indústria brasileira, que teme entraves no escoamento da carne no varejo, devido à explosão de preços da proteína.

Na última semana, a carcaça casada bovina fechou em R$ 15,89/kg, em média, no atacado paulista, com avanço de 7% sobre a semana anterior, segundo a Agrifatto. Nos últimos 30 dias, o boi casado acumula valorização de 39,34%.

Preços futuros – Ainda de acordo com levantamento da Agrifatto, os contratos futuros do boi gordo também reagiram às alterações da conjuntura no mercado físico, passando por ajustes negativos. O contrato para dezembro/19 fechou a última semana em R$ 215,25/@ na bolsa B3, abaixo do valor vigente da arroba registrado no mercado físico.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO