Menu
Menu

Aprosoja-MT quer mudar no calendário sem mexer em vazio sanitário

De acordo com a associação, o calendário de semeadura "não atingiu o objetivo e precisa ser adequado à realidade climática do Estado"
Foto: Lenine Martins/GCom-MT.

 

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) divulgou nota para esclarecer que tem solicitado alteração do calendário de plantio no Estado e não uma mudança no vazio sanitário (período em que é proibido manter plantas vivas de soja nos campos). Segundo a associação, o calendário de semeadura “não atingiu o objetivo e precisa ser adequado à realidade climática do Estado”. Atualmente, o plantio autorizado no Estado vai de 16 de setembro a 31 de dezembro.

A Aprosoja disse que a alteração atende o desejo dos associados da entidade. Em uma pesquisa, 80% dos entrevistados, sendo mais de 90% dos presentes na última assembleia geral da associação, foram favoráveis a uma outra janela de plantio da soja, somente para produção de sementes de uso próprio e que não seja de soja sobre soja. “Reforçamos que a Aprosoja-MT discute e defende, com respaldo na vontade dos associados, em sua experiência própria e nas evidências levantadas por estudos técnicos, que a abertura de uma pequena janela de plantio em fevereiro é mais adequada, pela menor incidência e severidade da ferrugem asiática e pela melhor qualidade das sementes que aquelas produzidas no mês de dezembro.”

A mudança no calendário de plantio tem causado polêmica entre a Aprosoja-MT e entidades de pesquisa e defesa. Em nota divulgada em fevereiro, a Fundação Mato Grosso (Fundação MT) se disse contrária à alteração no calendário, afirmando que considera na avaliação os fundamentos científicos da fitopatologia e os resultados de pesquisa da própria fundação e de outras instituições de pesquisa. “A Fundação MT, compromissada com a sociedade agrícola brasileira, reforça a necessidade de priorizar estratégias que diminuam os riscos e aumentem a segurança da cadeia relacionada à cultura da soja.”

Já o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) disse que o calendário de plantio “é de extrema importância para prevenção e controle fitossanitário da ferrugem asiática, considerando a perda de eficiência e a reduzida disponibilidade de fungicidas (ingredientes ativos) que controlam a ferrugem asiática”.

A Aprosoja-MT acrescenta, na nota, que é a “maior defensora do vazio sanitário da forma que está”. Atualmente, o vazio sanitário em Mato Grosso vai de 15 de junho a 15 de setembro. “Para a associação, o vazio é sagrado.” A associação afirmou ainda que a maioria dos produtores associados prefere que o plantio de soja tenha início em 1º de outubro, “tema que será tratado posteriormente”.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho