Argentina ultrapassa o Brasil como maior exportador de carne bovina à China

Argentina registrou crescimento de 126% nos embarques ao país asiático no último semestre

As importações oficiais de carne bovina da China continuaram em ritmo forte de crescimento. No primeiro semestre de 2019, houve um aumento de 53% em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo 311 mil toneladas, de acordo com informações do Rabobank.

+Preço da carne bovina bate recorde na China
+China se torna pilar central do mercado internacional de carne
+Importação chinesa de carne cresce 67% em julho ante julho de 2018

Continue a leitura após o anúncio

A Argentina registrou o maior crescimento dos embarques no período semestral, de 126%, para 151 mil toneladas. Com isso, o país superou o Brasil, tradicionalmente o principal fornecedor ao gigante asiático, que exportou 149 mil toneladas de carne bovina no primeiro semestre. Ainda sobre os países da América do Sul, o Uruguai exportou 141 mil toneladas no período.

A Austrália, ocupando a quarta posição, aumentou em 65% os seus embarques no primeiro semestre do ano. Outros países exportadores que tiveram crescimento nas vendas de carne bovina para a China foram: Canadá, Chile e Costa Rica.

No entanto, lembra o banco, as importações do Canadá desaceleraram recentemente, devido à proibição de todos os produtos de carne canadenses, depois que a China encontrou supostamente ractopamina e indícios de falsificação em certificados sanitários veterinários.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO