Arroba forte desperta a busca pelo gado de reposição e negócios ganham fôlego

Animais destinados aos próximos giros de confinamento e baixas nos preços do milho também trazem ânimo ao setor

No mercado de reposição, os negócios avançaram de forma ativa ao longo desta semana, motivados pelas sucessivas altas nos preços da arroba do gado gordo, tanto no mercado físico quanto no futuro (na bolsa de mercadoria B3). Tal condição, favoreceu a ainda complicada relação de troca entre boi/bezerro.

Segundo a Informa Economics FNP, melhorou a esperança de bons preços dos animais terminados ao longo do segundo semestre, alavancados principalmente no ótimo desempenho das vendas externas de carne bovina. Essas expectativas se refletem nos preços dos contratos futuros de boiada gorda negociados na B3, que apresentaram altas ao longo da semana, afirma a FNP.

Continue a leitura após o anúncio

Diante desse cenário, a procura por reposição visando preparação dos próximos giros de confinamento avançou e as negociações envolvem, em sua grande maioria, machos que atendem padrões do mercado internacional. As baixas nos preços do milho com a chegada da colheita também trouxeram ânimo ao setor.

Porém, a oferta de gado magro na maior parte do País segue restrita, o que tem sustentado as cotações dos animais jovens em patamares elevados. No Sudeste, os preços dos animais de reposição acompanharam as elevações observadas na arroba da boiada gorda e também subiram.

O setor de bovinocultura de corte da região tem forte relevância do mercado externo e, diante do desempenho das exportações brasileiras, os produtores seguem bastante otimistas acerca da atividade, investindo na reposição dos rebanhos, relata a FNP.

No Centro-Oeste, as compras de gado para reposição foram menos ativas apenas no Mato Grosso, onde houve modestos ajustes negativos entre algumas categorias, de acordo com a FNP.

Na região Norte, poucos negócios foram realizados em função da baixa oferta de animais de reposição. As cotações dos animais jovens, porém, seguem valorizadas e, mesmo com as recentes altas nos preços da arroba da boiada gorda, muitos pecuaristas enfrentam dificuldades para fazer negócios envolvendo volumes mais significativos.

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO