Atenção ao rebanho reduz significativamente riscos com qualidade do leite

Palestra abriu a programação técnica da Casa Lactalis, na Expointer
Foto: Luciana Radicione

A proximidade do término do primeiro trimestre de leitura dos padrões do leite coletado após a vigência das Instruções Normativas (INs) 76/77 do Ministério da Agricultura pautou a primeira palestra técnica promovida pela Lactalis do Brasil, na Expointer. Produtores associados de diversas partes do Estado acompanharam as dicas do consultor técnico da Agrifim, Ricardo Xavier da Rocha. “Focamos nossa palestra no trabalho que desenvolvemos há três anos cuja meta é reduzir problemas de qualidade na fazenda, principalmente a partir das exigências das INs que trazem novos padrões para as análises do leite”, afirma Rocha.

Os produtores presentes ouviram a principal recomendação da palestra: “é preciso se preocupar com a vaca e não com as INs. “As normas são importantes, mas não são o principal”, garante o técnico. Segundo ele, é essencial dar atenção à vaca e entender que, fornecendo o suporte e condições ideais de produção o, o resultado será um leite dentro dos critérios que o mercado quer. “Seguindo essas regras, dificilmente o produtor de leite vai se deparar com alterações de qualidade”, destaca Rocha.

Continue a leitura após o anúncio

Algumas mudanças – especialmente de práticas e de gestão – são necessárias para não correr o risco de ser ‘pego’ pela avaliação trimestral de CBTs (Contagem Bacteriana). “Costumo dizer que IN e rendimento industrial são conseqüência de uma vaca saudável e as metas estabelecidas em nosso trabalho são muito mais ambiciosas do que pregam as INs”, comentou.

De acordo com Rocha, boas práticas que evitam colocar em risco a produção incluem a definição de uma composição ideal para a fazenda e a adoção de uma árvore de diagnóstico que permita identificar o ponto critico da produção e ampliar o índice de acertos. “Temos atuado em conjunto com a equipe técnica da Lactalis com um programa de capacitação contínua dos produtores.

Outro recado na palestra foi que não há receita de bolo para o produtor de leite, pois não existe apenas um único fator de risco para a qualidade. “Mas posso garantir que o gargalo principal é de origem nutricional e de ambiência, especialmente em relação à qualidade das instalações da pista de trato”, afirma o técnico.

A programação de palestras na Casa da Lactalis em Esteio prossegue nesta quinta-feira (29), a partir das 13h30min.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO