Basf comemora incorporação de negócios da Bayer

Mercado de sementes de soja e algodão é o mais atrativo para a empresa na América Latina
Eduardo Leduc, vice-presidente sênior da Divisão de Soluções para Agricultura da Basf na América Latina. Foto: divulgação/Basf.

A Basf está transbordando de animação. A compra por R$ 33 bilhões de parte dos negócios e ativos da Bayer – que teve de se desfazer deles como condição para concretizar a compra da Monsanto – marca a entrada da empresa nos mercados de sementes, herbicidas não seletivos e nematicidas, além de incorporar laboratórios, tecnologias e um quadro global de aproximadamente 4.500 novos colaboradores ao redor do planeta.

“Esse movimento estratégico agrega excelentes ativos ao nosso portfólio de soluções agrícolas e aprimora o nosso potencial de inovação”, disse Martin Brudermüller, presidente da junta diretiva e diretor chefe de Tecnologia da Basf SE. A transação inclui o negócio global de glufosinato de amônio da Bayer, diversos produtos para tratamento de sementes, herbicidas à base de glifosato na Europa, a plataforma completa de agricultura digital xarvio, entre outros. Os negócios de sementes – principalmente soja e algodão -, são os mais importantes para a empresa na América Latina. Na soja, segundo o vice-presidente sênior da Divisão de Soluções para Agricultura da Basf na América Latina, Eduardo Leduc, abre-se um espaço para forte crescimento, através de parcerias e transferência de todos os projetos da Bayer, inclusive os com a Embrapa. No algodão, os traits de resistência da Bayer a ser transferidos devem fortalecer ainda mais a Basf nesse segmento.

Continue a leitura após o anúncio

“Muda muita coisa”, disse Leduc em coletiva na manhã desta quinta-feira, 2, na sede da empresa em São Paulo. “Além da entrada forte no mercado de sementes – oferta de sementes e traits – a gente dobra as áreas de campos experimentais, incorpora vários laboratórios e canais de distribuição, aumenta a equipe em 50%, com muita gente de pesquisa e desenvolvimento. Esse pessoal representa o fortalecimento das equipes, que agora vão trabalhar em conjunto”.

No Brasil, especificamente, mais de 300 colaboradores serão incorporados, além de 15 campos experimentais em 10 estados.

Fonte: Portal DBO.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO