Bayer finaliza parte dos acordos para encerrar ações envolvendo herbicida, dizem advogados

No fim de agosto, os advogados se queixaram de que a companhia ainda não tinha assinado os acordos anunciados em junho
Foto: Getty Images

A Bayer finalizou uma parte dos acordos para encerrar milhares de ações envolvendo o herbicida Roundup, disseram nesta semana os escritórios de advocacia Baum, Hedlund, Aristei & Goldman, Moore Law Group e Andrus Wagstaff. Os três escritórios representam cerca de 20 mil dos 125 mil demandantes que alegam que o glifosato, ingrediente ativo do herbicida, causa câncer.

No fim de agosto, esses advogados se queixaram de que a Bayer ainda não tinha assinado os acordos, anunciados em junho. A Bayer disse que pagaria US$ 10,9 bilhões para encerrar 75% das 125 mil ações, mas a companhia alemã ainda precisa finalizar separadamente acordos com cada escritório que representa os demandantes.

Antes do anúncio, a Bayer já tinha sofrido derrotas em três julgamentos envolvendo o herbicida, o que derrubou suas ações. A companhia alega que o glifosato não representa risco cancerígeno. A Bayer também está revisando um plano para se proteger de futuras ações envolvendo o Roundup.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.