Boi gordo começa a semana em compasso de espera

Sem análise do desempenho do varejo nos três últimos dias e escala um pouco mais cheia dá certa folga aos frigoríficos

Os preços da arroba do boi gordo iniciaram a semana com preços estáveis nas principais praças de comercialização, de acordo com a Scot Consultoria. Nas duas praças mais valorizadas, as paulistas Araçatuba e Barretos, a arroba para pagamento em 30 dias sai por R$ 2,18,50.

Das 23 praças nas quais a Scot toma preços, em apenas quatro os preços deram uma leve oscilada para baixo. A maior queda aconteceu em Três Lagoas (MS). O atual preço de R$ 207 é 5,3% inferior à ultima tomada de preços.

De acordo com o zootecnista Felippe Reis, analista da Scot, o movimento está dentro da normalidade. “Em geral, na segunda-feira, a indústria analisa o movimento de vendas no varejo para tomar uma posição a partir de amanhã”, diz ele. “Assim, começam a semana fora das compras”.

Além disso, as escalas de abate estão mais cheias. O encurtamento visto nas semanas anteriores deu uma arrefecida. “Os frigoríficos vinham trabalhando no aperto, com uma escala de 4 dias”, afirma Reis. “Agora, em São Paulo, por exemplo, já vemos escala de 6 e 7 dias, o que dá uma certa tranquilidade aos compradores de bois.”

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.