Boi gordo: escala de abate mais curta força as compras e faz arroba subir em importantes praças pecuárias

Oferta enxuta de animais terminados e bom ritmo das exportações fortalecem as cotações; em SP, macho sobe R$ 3/@, para R$ 306/@, segundo a Scot Consultoria

Com as escalas mais curtas por causa da oferta enxuta de boiadas gordas e o bom ritmo das exportações de carne bovina, os frigoríficos de São Paulo abriram a terça-feira (21/6) ofertando R$ 3/@ a mais para todas as categorias destinadas ao abate, informa a Scot Consultoria.

Com isso, no mercado paulista, a referência para o boi gordo subiu para R$ 306/@, enquanto a vaca e novilha gordas são negociadas por R$ 278/@ R$ 299/@, respectivamente (preços brutos e a prazo).

Bovinos com até quatro dentes, destinados ao mercado chinês, estão valendo R$ 320/@ em São Paulo, acrescenta a Scot.

Também nesta terça-feira, a IHS Markit identificou alguns reajustes na arroba de boiadas gordas em outras importantes praças pecuárias brasileiras.

“Com a oferta enxuta de gado gordo, as indústrias brasileiras lançam propostas de compras por valores acima dos patamares vigentes, de modo a garantir volumes de animais suficientes para preencher as suas programações de abate”, reforça a IHS.

Na região Centro-Sul, diz a consultoria, a disponibilidade de animais terminados segue bastante restrita, limitando fortemente o avanço das escalas de abate, mesmo após reajustes positivos nos preços da arroba.

A oferta de boiada terminada em pasto já está praticamente exaurida e os poucos lotes de animais comprados são oriundos de confinamento”, observa a IHS.

VEJA TAMBÉM | ‘Confina Brasil 2022’ passará por oito estados até o dia 28 de outubro

Porém, apesar de existir alguma oferta de boiada terminada no cocho, no geral os frigoríficos sabem que, este ano, o primeiro giro do confinamento foi praticamente inviabilizado pelo altos custos dos componentes utilizados na ração, sobretudo o milho.

Tal fator tem contribuído para o fortalecimento nos preços da arroba, que tendem a subir ainda mais nos próximos meses, puxados pelo avanço do período seco e, consequentemente, pela baixa oferta de animais terminados a pasto.

A IHS Markit observou avanços de preços do boi gordo em distintas regiões do País, o que reforça a tendência de um movimento de alta generalizado.

Analistas da IHS destacam os avanços da arroba registrados nesta terça-feira nas praças do Mato Grosso e na região Norte do País (veja abaixo).

Cotações máximas de machos e fêmeas desta terça-feira, 21 de junho
(Fonte: IHS Markit)

SP-Noroeste:

boi a R$ 320/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 280/@ (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 282/@ (à vista)
vaca a R$ 263/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 280/@ (à vista)
vaca a R$ 263/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca R$ 265/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 310/@ (à vista)
vaca a R$ 280/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 270/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 275/@ (à vista)
vaca a R$ 265/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 330/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 330/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 275/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 275/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 280/@ (à vista)
vaca a R$ 265/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 255/@ (à vista)

vaca a R$ 240/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 280/@ (prazo)
vaca a R$ [email protected] (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 276/@ (à vista)
vaca a R$ 260/@ (à vista)

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.