Boi gordo: Mercado externo sustenta tendência de alta na cotação da arroba

Animais com padrão para exportação chegam a valer até R$ 325/@, à vista, em São Paulo, segundo apurou a Scot Consultoria

Com escalas de abates fechadas para o mês, algumas unidades frigoríficas optaram por ficar fora das compras nesta quinta-feira, 17 de junho, o que resultou em estabilidade nos preços da arroba no mercado paulista e também na maioria das outras regiões brasileiras, informam as consultorias que acompanham diariamente o setor pecuário.

Segundo apurou a Scot Consultoria, em São Paulo, o boi, vaca e novilha destinados ao abate são negociados atualmente em R$ 317/@, R$ 294/@ e R$ 310/@, respectivamente (valores brutos e a prazo).

Com relação aos bovinos jovens voltados ao mercado externo, apesar de a referência seguir em R$ 320/@ (à vista), há negócios pontuais a R$ 325/@, a depender da quantidade e do padrão de lote, acrescenta a Scot.

De acordo com avaliação da IHS Markit, atualmente, os pecuaristas brasileiros só aceitam vender os seus lotes animais terminados por patamares maiores de preço, o que fez muitos frigoríficos adotarem bastante cautela nas aquisições de boiadas gordas.

LEIA TAMBÉM | “Acreditamos numa redução no confinamento este ano”, diz consultor

A dificuldade de escoamento da produção da carne bovina na ponta final da cadeia (atacado e varejo) resulta em lentidão dos negócios no mercado do boi gordo.

Por sua vez, muitos pecuaristas buscam barganhar valores mais altos pela arroba devido aos avanços dos custos de nutrição dos animais levados ao confinamento.

Na visão da IHS Markit, com a chegada oficial do inverno na próxima semana, o quadro de escassez de oferta de animais terminados tende a piorar, o que favorecerá o prolongamento da tendência de alta da arroba.

“Conforme avança o período da entressafra do boi, aumenta ainda mais a chance de novas paralisações em plantas frigoríficas que atendem exclusivamente a demanda doméstica”, observa a consultoria.

Nesse cenário, continua a IHS, o mercado volta a apresentar dependência da demanda internacional, que, até o momento, tem contribuído pelo avanço das cotações do boi gordo.

No atacado brasileiro, os preços dos principais cortes bovinos, assim como do couro e sebo industrial, permaneceram estáveis nesta quinta-feira.

A demanda pela proteína bovina apresenta sinais de retração, mas o fluxo das vendas ainda é suficiente para sustentar os preços, já que não há grandes excedentes nos estoques em função do menor ritmo dos abates nas indústrias, relata a IHS.

Neste sentindo, os preços da carne bovina se estabilizaram, sem tendência de novas altas no curtíssimo prazo, acrescenta a consultoria.

Cotações máximas desta quinta-feira, 17 de junho, segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:

boi a R$ 322/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 309/@ (à vista)
vaca a R$ [email protected] (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 309/@ (prazo)
vaca a R$ 296/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 295/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 308/@ (prazo)
vaca a R$ 297/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 304/@ (prazo)
vaca a R$ 294/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 307/@ (à vista)
vaca a R$ 294/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 302/@ (à vista)
vaca a R$ 292/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca R$ 290/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 290/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 310/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 312/@ (prazo)
vaca a R$ 290/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 286/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 292/@ (à vista)
vaca a R$ 282/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 327/@ (à vista)
vaca a R$ 310/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 327/@ (à vista)
vaca a R$ 310/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 293/@ (prazo)
vaca a R$ 286/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 296/@ (prazo)
vaca a R$ 281/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ [email protected] (prazo)
vaca a R$ 291/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 297/@ (à vista)
vaca a R$ 288/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 290/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 294/@ (prazo)
vaca a R$ 278/@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ [email protected] (à vista)
vaca a R$ 268/@ (à vista)

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.