Rebanho bovino de Goiás cresce 3,5% em 2020, para 23,6 milhões de cabeças

O município de Nova Crixás (GO) é o que detém o maior número de cabeças, com 825 mil bovinos em 2020, segundo dados do IBGE

O Estado de Goiás continua a figurar como o segundo maior plantel de bovinos do País, com 23,6 milhões de cabeças em 2020, informou em nota a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) do Estado, com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mato Grosso, primeiro no ranking, detém 32,7 milhões de cabeças.

VEJA TAMBÉM | Boi gordo: arroba em MT foi cotada a R$ 300,99, em média, no mês de agosto

Assim, o rebanho bovino goiano cresceu 3,5% em 2020 ante 2019. O município de Nova Crixás (GO) é o que detém o maior número de cabeças, com 825 mil bovinos em 2020, alta de 8,9% em relação ao ano anterior.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.