Menu
Menu

Bolsonaro anuncia Ricardo Salles para o Meio Ambiente

Ex-secretário de Alckmin, advogado tem apoio do agro e é criticado por ambientalistas
Ricardo Salles, último dos ministros escolhido por Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou no último domingo o nome do futuro ministro do Meio Ambiente, o advogado Ricardo Salles, ex-secretário do Meio Ambiente de São Paulo. Presidente do Movimento Endireita brasil, Salles foi candidato a deputado federal pelo partido Novo nas últimas eleições, mas perdeu. Enquanto secretário do governo paulista na gestão Geraldo Alckmin, Salles sofreu uma ação por improbidade administrativa em razão da demarcação de uma área de preservação ambiental no rio Tietê. Ele é acusado por ter supostamente fraudado mapas que embasaram o plano de manejo da área. O futuro ministro nega e afirma que o processo não o preocupa por ser motivado por divergências técnicas.

Ricardo Salles, que em sua campanha a deputado defendeu o armamento da população rural “contra a bandidagem no campo”, tem o apoio de entidades do agronegócio. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, disse que sua missão vai ser desenhada no processo de transição, mas que seu objetivo é “cuidar do meio ambiente, que é um valor inegociável, mas, por outro lado, respeitar todos os setores produtivos, com o apoio da lei, da boa técnica e sem ideologia”.

Sua nomeação recebeu críticas de várias entidades ambientais, como Observatório do Clima, Greenpeace e WWW-Brasil. Para elas, a intenção de Bolsonaro é transformar o Ministério do Meio Ambiente em uma espécie de subsede do Ministério da Agricultura.

Para a Sociedade Rural Brasileira (SRB), a escolha de Ricardo Salles para o comando do Ministério do Meio Ambiente deve assegurar maior segurança jurídica ao agronegócio e a setores produtivos da economia brasileira. “O compromisso de Salles com a legalidade é uma garantia de respeito ao Estado democrático de direito, um arcabouço institucional justo e transparente a todos os brasileiros”, disse o presidente da SRB, Marcelo Vieira, em nota.

Ricardo Salles foi o último dos 22 ministro nomeados por Bolsonaro, que avaliou vários nomes antes de optar pelo do advogado paulista, entre eles o do pesquisador da Embrapa Evaristo Miranda, o do climatologista Ricardo Felício, da USP, e o do engenheiro agrônomo Chico Graziano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho