Brasil coordenará Missão Técnica de Cooperativas do Mercosul a Israel

A decisão foi acertada durante reunião que aconteceu esta semana, em Buenos Aires

Participar da feira de alimentos Israfood em Tel Aviv, conhecer tecnologias utilizadas no país, explorar o setor leiteiro para elaborar estratégias de exportação de leite para além do bloco Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Estes alguns dos objetivos da Missão Técnica das Cooperativas do Mercosul a Israel em novembro deste ano.. Missão que terá coordenação da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, em parceria com a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB),

A decisão foi acertada durante reunião desta semana, em Buenos Aires, entre o secretário de Agricultura Familiar, Fernando Schwanke, o presidente do Instituto Nacional de Associativismo e Economia Social da Argentina (Inaes), Marcelo Collomb, e o diretor da organização, Eduardo Fontenla.

Schwanke explica que a ação é importante para abrir novas possibilidades de mercado. “No ano passado, já houve missão para África do Sul, com a visão dos lácteos, e a ideia agora é trabalhar em conjunto com Israel para buscar novos mercados”.

O cultivo de erva mate foi outro tema do encontro. “A Argentina é uma grande produtora de mate na região de Misiones e o Sul do Brasil também. Vamos colocar a Embrapa em contato com o Instituto Nacional de Pesquisas da Erva Mate da Argentina para que sejam parceiras na busca por alternativas de produção de valor agregado”, afirma o secretário.

Para realizar um intercâmbio de experiências e debater políticas de fortalecimento do pequeno e médio agricultor, Fernando Schwanke realizou viagem oficial na Argentina. O secretário participou de reuniões em Bueno Aires, acompanhado da gerente de Relações Institucionais do Sistema OCB, Fabíola Motta.
Ministério de Agroindústria

Schwanke se reuniu com o secretário de Agricultura Familiar do Ministério de Agroindústria da Argentina, Santiago Hardie, e com o secretário técnico da Reunião Especializada da Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf), Lautaro Viscay, para debater prioridades e propostas de atividades para este ano.

A cada seis meses, um país responde pela presidência pro tempore da Reaf como forma de garantir o equilíbrio entre os países que formam o bloco. “Essa foi uma das pautas da reunião. A presidência, que está à cargo da Argentina neste primeiro semestre, será transferida ao Brasil durante encontro que acontecerá entre os dias 11 e 13 de junho, em Buenos Aires”, conta o Schwanke.

No evento, o Brasil apresentará projeto de inspeção sanitária para as agroindústrias familiares. “É um tema importante de acesso a mercados para pequenos e médios agricultores. Também serão debatidos pontos relacionados a alianças produtivas, cadeias curtas e a nova ruralidade”, adianta o secretário.

Fonte: Mapa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Que modelo sucessório adotar?

Não são poucas as dúvidas das famílias rurais quando o assunto é sucessão. Além da delicadeza da questão, definir qual modelo adotar não é tarefa

Fechar Menu
×

Carrinho