Brasil envia lista com 30 frigoríficos à China; 6 já aprovados

Governo espera receber uma resposta da China em 30 dias. Atualmente, Brasil possui 50 plantas habilitadas a exportar para China

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira (23) que a pasta está enviando hoje uma lista de 30 plantas de frigoríficos de bovinos, suínos, aves e uma de asininos para serem analisadas pelas autoridades chinesas para habilitação. Segundo a ministra, destas 30 plantas, seis já passaram na vistoria, mas ainda precisam ser habilitadas pela China.

+Brasil tem expectativa de habilitar 78 frigoríficos para a China
+Exportações de carne suína da UE para a China crescem 26%
+Carne suína: baixa exportação para a China frustra EUA

Continue a leitura após o anúncio

Caso sejam aprovadas, as conversas de possíveis embarques passarão para a iniciativa privada, de empresa para empresa. A ministra divulga em coletiva de imprensa o balanço da missão oficial realizada à Ásia em maio, quando visitou China, Japão, Vietnã e Indonésia. Segundo ela, os chineses pediram que o Brasil enviasse a eles até esta quinta-feira uma lista com 20 plantas. Porém, como seis já tinham passado pela vistoria, o governo brasileiro resolveu mandar 30 plantas, em vez de 20.

Tereza Cristina ainda afirmou que espera receber uma resposta da China em 30 dias, mas ressalvou que a data não ficou acertada. De acordo com o ministério, atualmente são cerca de 50 plantas habilitadas a exportar para China, 6 de bovinos, 9 de suínos, e entre 37 ou 39 de aves.

Fonte: ESTADÃO CONTÉUDO

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.