Café: oscilação externa mantém agentes retraídos e liquidez baixa

De acordo com o Cepea, os preços externos foram influenciados também pela safra do Vietnã
Foto: pixabay.

Os negócios estão lentos no mercado doméstico de café arábica, visto que a forte oscilação das cotações externas da variedade mantém boa parte dos compradores e vendedores afastada do mercado. O feriado de Finados, 2, também influenciou a retração dos agentes e a menor liquidez interna. Para o robusta, o cenário foi o mesmo. Segundo colaboradores do Cepea, além da pressão exercida pela desvalorização do Real no encerramento de outubro, os preços externos também foram influenciados pela safra do Vietnã, que deve se intensificar na segunda quinzena de novembro e pode pressionar os valores internacionais.

Quanto aos preços no Brasil, o Indicador Cepea/Esalq do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 445,56/saca de 60 kg nessa terça-feira, 6, elevação de 0,7% em relação à terça anterior, 30. Para o robusta, a alta foi mais intensa, devido à valorização da moeda norte-americana no início desta semana. Nessa terça-feira, 6, o Indicador Cepea/Esalqdo robusta tipo 6 peneira 13 fechou a R$ 334,03/sc de 60 kg, alta de 1,4% na mesma comparação.

Continue a leitura após o anúncio

Fonte: Cepea

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO