Cai a proibição do glifosato no Brasil, diz Maggi

Segundo mensagem do ministro em rede social, liminar que impedia o uso foi cassada
Foto: Mais soja

Foi suspensa nesta quinta-feira, 23, a decisão da juíza federal substituta Luciana Raquel Tolentino de Moura, da 7ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal (SJ-DF), que proibiu o registro de defensivos que contenham os ingredientes ativos glifosato, tiram e abamectina até que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) conclua os procedimentos de reavaliação toxicológica desses produtos. A informação foi dada pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, em seu Twitter. “Notícia Boa!!!! Acaba de ser cassada a liminar que proibia o uso do glifosato no Brasil”, escreveu.

O recurso da Advocacia-Geral da União foi aceito pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Pela manhã, no 6º Fórum da Agricultura da América do Sul, realizado em Curitiba, PR, o ministro já havia dito que acreditava na suspensão da liminar. “Acredito que o desembargador que receberá nossa argumentação técnica vai entender a necessidade do setor”.

O glifosato é largamente utilizado na soja e no milho, tanto na dessecação quanto no pós-emergência, e as alternativas são vistas como mais custosas e menos eficientes. Depois do anúncio da juíza em 3 de agosto, diversas entidades do setor se pronunciaram avaliando que a proibição inviabilizaria o plantio da safra 2018/2019. “Sem glifosato, não tem soja nem milho. Não vemos uma possibilidade de produzir sem o herbicida”, disse Antônio Galvan, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT).

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.