Cargill registra casos de Covid-19 em fábrica de Uberlândia, MG

Empresa disse ontem, 12 de maio, que a pandemia do novo coronavírus representa um novo desafio para a companhia

Uma planta operada pela gigante norte-americana  Cargill, localizada em Uberlândia, MG, registrou seis casos de Covid-19, de acordo com comunicado enviado à agência Reuters ontem, terça-feira (12/5).

A Cargill disse que “a maioria” dos funcionários diagnosticados com doença respiratória em sua fábrica em Uberlândia já havia retornado ao trabalho após receber assistência médica e permissão para trabalhar.

A Cargill processa soja e milho para produção de amidos e adoçantes na instalação de Uberlândia. Também produz acidulantes que são usados ​​como ingredientes para fazer alimentos e bebidas na planta.

Inicialmente, de acordo com a Reuters, a Cargill confirmou que havia alguns casos de Covid-19 na fábrica de Uberlândia, sem especificar quantos. A empresa disse que os funcionários receberam assistência médica e as pessoas que tiveram contato próximo com as pessoas doentes foram notificadas individualmente e colocadas em quarentena por 14 dias, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até o momento, a empresa não teve interrupções nas operações brasileiras devido ao surto de Covid-19, informou a empresa.

Humberto Ferreira, presidente do sindicato dos trabalhadores de alimentos de Uberlândia, afirmou à Reuters que sabia que um funcionário da Cargill foi diagnosticado com o novo coronavírus. Ele disse que a descoberta do caso, há cerca de três semanas, não atrapalhou as operações da fábrica, mas que todas as pessoas que entraram em contato com o trabalhador infectado foram colocadas em quarentena para evitar um surto.

Ferreira afirmou ainda que os trabalhadores afetados foram gradualmente autorizados a retornar à fábrica. O líder sindical disse que a unidade de Uberlândia emprega diretamente entre 1.300 e 1.400 pessoas.

No final de abril, a Cargill disse que a pandemia da Covid-19 representa um novo desafio para a companhia. “Vamos lidar com um cenário sem precedentes”, disse Paulo Sousa, diretor executivo da empresa no País, quando divulgou resultados financeiros. “Mas continuamos fazendo a nossa parte para ter o Brasil como um fornecedor confiável de alimentos para o mundo”, disse Sousa no mesmo comunicado. Fonte: Reuters.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Nova revolução no cocho

VEJA os destaques da edição de agosto e o Especial Confinamento; na capa, com quase nada ou zero volumoso, a chamada ‘dieta fast’ ganha os cochos, melhora o desempenho dos animais e simplifica as operações.

Revista DBO | Nova revolução no cocho

VEJA os destaques da edição de agosto e o Especial Confinamento; na capa, com quase nada ou zero volumoso, a chamada ‘dieta fast’ ganha os cochos, melhora o desempenho dos animais e simplifica as operações.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.