Menu
Menu

Catálogo de Touros alavanca produção leiteira dos Campos Gerais

Material apresentado na ExpoFrísia 2019 orienta na evolução genética dos animais; sêmen vem dos EUA e Canadá

Carambeí é um dos municípios que mais registraram crescimento no Valor de Produção Pecuária Leiteira nos Campos Gerais do Paraná, alcançando 973,5% entre os anos de 2000 e 2017. Um dos motivos é a evolução genética bovina, que poderá ser conferida na ExpoFrísia 2019, de 25 a 27 de abril. Entre as atrações da feira está a apresentação do 6º Catálogo de Touros da Intercooperação, com 76 animais das raças Holandês (variedades Preto e Branco e Vermelho e Branco) e Jersey.

Os dados de valor de produção pecuária foram divulgados no boletim do Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas (Nerepp) intitulado “Evolução do valor de produção pecuária de origem animal nos Campos Gerais”. O estudo é baseado nas informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e apresentado pelo doutor Alysson Luiz Stege, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Apresentado desde 2014, o catálogo de touros é uma forma do associado da Frísia ter acesso a uma seleção criteriosa, feita pelos técnicos da cooperativa, com um refino genético bovino. O sêmen dos animais vem dos Estados Unidos e Canadá.

“A genética desses touros está melhor que a da edição passada, já que há uma natural evolução com o tempo. O catálogo terá 54 touros da variedade Holandês Preto e Branco, 18 Jersey e quatro na Holandês Vermelho e Branco”, explica Michael Warkentin, zootecnista da Frísia e responsável pelo catálogo. A presença dos touros Vermelho e Branco é uma novidade.

Michael Warkentin conta que a Frísia tem um estudo com a Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH) em que foi verificada a importância do Catálogo de Touros da Intercooperação. Os cooperados que adquiriram sêmen do catálogo para os seus animais tiveram melhora na produção de leite, na vida produtiva, qualidade nos úberes e nas pernas e pés, além do ganho em sólidos como gordura e proteína, o que agrega valor ao produto final (leite). “A genética exposta no catálogo da intercooperação deu um aumento significativo de produção e na média da região”, explica.

Genética e gestão

Como tradição, o catálogo de touros tem foco na melhoria da produção e na saúde dos animais. Entretanto, Warkentin lembra que, nos últimos três anos, a evolução na qualidade e quantidade de leite produzido, além do fator genético, teve como aliada a mudança de gestão nas propriedades dos cooperados. “O MDA (Master Dairy Administration), promovido pela Esalq, mudou a gestão das propriedades. O MDA é o pai desse avanço”, destaca o zootecnista da Frísia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×

Carrinho

Você + Portal DBO

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter e receba diariamente o melhor do agronegócio em seu e-mail.