Centro-Sul processa 32,635 mi de t de cana na 2ª quinzena de outubro, diz Unica

Com o resultado, nos sete meses do período atual, iniciado em 1º de abril, o processamento atingiu 542,889 milhões de toneladas, alta de 6,25% sobre igual intervalo da safra passada

As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 32,635 milhões toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de outubro da safra 2019/2020. O volume é 30,65% maior que o total de 24,979 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Com o resultado, nos sete meses do período atual, iniciado em 1º de abril, o processamento atingiu 542,889 milhões de toneladas, alta de 6,25% sobre igual intervalo da safra passada, quando foram processadas 510,950 milhões de toneladas de cana. Até 1º de novembro deste ano, 67 unidades encerraram a safra 2019/2020, ante 52 em igual período da safra passada. Essas empresas registraram uma redução de 2,9% na moagem.

Continue a leitura após o anúncio

Nesta primeira quinzena de novembro, a expectativa é de que outras 57 usinas interrompam as operações no ciclo, ante 34 unidades nos primeiros 15 dias de novembro de 2018. Com 67,86% da oferta total de cana destinada ao etanol na quinzena (64,90% na safra) e 32,14% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 2,046 bilhões de litros na metade final de outubro, alta de 45,35% ante igual período da safra passada de 1,408 bilhão de litros.

Na segunda metade do mês passado foram produzidos 1,406 bilhão de litros de hidratado, alta de 40,47% ante 2018, e 640 milhões de litros de anidro, alta de 57,34% na mesma base de comparação. No acumulado da safra 2019/2020, 29,562 bilhões de litros de etanol foram produzidos, aumento de 7,95% sobre igual período do ano passado.

Do volume total de etanol fabricado até 1º de novembro, 20,607 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 8,57%, e 8,955 bilhões de litros de anidro, avanço de 6,56% ante o mesmo período da safra passada. A produção de etanol de milho foi de 71,705 milhões de litros na segunda quinzena de setembro, totalizando 739,023 milhões de litros no ciclo 2019/2020, alta de 100,47% informou a Unica.

A produção de açúcar foi de 1,514 milhão de toneladas quinzena final de outubro, alta de 57,77% sobre igual período de 2018, e acumula 25,223 milhões de toneladas na safra, alta de 3,30% ante 2018/2019. O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 151,49 quilos (kg) na segunda quinzena de outubro, 13,19% superior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 138,92 kg de ATR/t, alta de 0,74% sobre 2018/2019.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO