Cerca de 40% da safra 2020/21 de café arábica já foi negociada

De acordo com o Cepea, os preços domésticos do produto permanecem em patamares elevados

Apesar do enfraquecimento nos últimos dias, os preços domésticos do café arábica permanecem em patamares elevados. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), esse cenário tem incentivado agentes a negociar volumes mais significativo da atual safra 2020/21 no físico nacional.

O levantamento do Centro de Estudos da Usp junto aos agentes de mercado mostra que cerca de 40% da temporada já havia sido comprometida até o início de agosto, o que é elevado para o período quando comparado a anos anteriores.

Continue a leitura após o anúncio

Quanto ao robusta, boa parte da safra já havia sido comercializada até a última semana. A liquidez da variedade no mercado físico tem sido superior à do arábica desde o início da colheita, especialmente no Espírito Santo. Com a alta das cotações a partir do final de julho, os negócios estiveram ainda mais intensos.

Ainda conforme agentes consultados pelo Cepea, cerca de 45 a 50% da safra já foi vendida no Espírito Santo. Em Rondônia, devido ao maior percentual de cafés negociados em meses anteriores, o volume da safra 2020/21 já comprometido é de 70 a 80%.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO