China habilita 31 frigoríficos dos Estados Unidos

Esta é a segunda vez no mês em que o governo chinês habilita uma quantidade alta de empresas norte-americanas para exportação de carnes
Foto: John Eveson/Shutterstock

A Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês) informou ontem que concedeu autorização para 31 frigoríficos de carne suína, bovina e de aves dos Estados Unidos exportarem seus produtos para o gigante asiático. A habilitação entra em vigor nesta segunda-feira, 26 de abril.

Esta é a segunda vez no mês em que o governo chinês habilita uma quantidade alta de empresas norte-americanas para exportação. Em 8 de abril, a Gacc já havia informado permissão para outras 19 plantas de processamento de carnes.

As medidas configuram um aceno positivo ao atual governo do democrata Joe Biden, após a relação mais conflituosa com o ex-presidente Donald Trump.

Desde meados do ano passado, com o agravamento da pandemia, a China mudou o seu esquema de importação de carnes e iniciou uma série de suspensões temporárias de compras de vários países. A necessidade de aumentar o controle sanitário em decorrência da Covid-19 tem sido o motivo alegado extraoficialmente pelo governo chinês.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.