China suspende proibição de importação de carne de aves dos EUA

A medida tem efeito imediato e os produtos avícolas norte-americanos que atendem à regulamentação chinesa podem entrar no país, informou o GACC

O Departamento de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês) informou nesta quinta-feira que suspendeu a proibição de importação de carne de aves dos Estados Unidos, relata a consultoria Agrifatto, com base em informações da Dow Jones Newswires.

A medida tem efeito imediato e os produtos avícolas norte-americanos que atendem à regulamentação chinesa podem entrar no país, informou o GACC.

Continue a leitura após o anúncio

A proibição estava em vigor desde 2015, quando foram registrados surtos de gripe aviária nos EUA. A liberação já havia sido anunciada anteriormente como parte das negociações comerciais entre os dois países, mas ainda não havia sido oficializada. Como parte do acordo com Washington, Pequim está se comprometendo em aumentar as compras de produtos agrícolas.

A medida ocorre em meio à epidemia da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês) que dizimou aproximadamente metade do plantel chinês de suínos. Com o avanço da doença, a China tem aumentado a importação de proteínas animais, em alternativa para abastecimento doméstico.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Relacionado

Conteúdo original Revista DBO