China vai discutir importação de carne brasileira em maio

Segundo embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, questão será discutida quando a ministra Tereza Cristina visitar Pequim

A China pode concordar em permitir mais importações brasileiras de carne após negociações marcadas para maio, disse à Reuters o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming.

+JBS: Com peste suína, China antecipa demanda por carne
+Bolsonaro diz que vai à China para melhorar relações com o país
+Argentina quer exportar carne bovina fresca à China

Yang não quis comentar sobre quantas novas plantas de processamento de carne poderiam ser aprovadas no Brasil, mas disse que a questão será discutida quando a ministra da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina, viajar para a Pequim, no mês que vem.

“Acreditamos que, através da cooperação dos ministérios da Agricultura dos dois países e seus departamentos de inspeção de qualidade, mais produtos agrícolas e animais brasileiros possam ser importados para o mercado chinês”, disse Yang.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

A aposta do Grupo Webler na cria

VEJA os destaques da edição de julho da Revista DBO; na capa, o Grupo Webler, forte em agricultura e pecuária, está dobrando a aposta na intensificação da cria em sua propriedade em Sapezal, no noroeste de Mato Grosso

A aposta do Grupo Webler na cria

VEJA os destaques da edição de julho da Revista DBO; na capa, o Grupo Webler, forte em agricultura e pecuária, está dobrando a aposta na intensificação da cria em sua propriedade em Sapezal, no noroeste de Mato Grosso

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.