Cinco frigoríficos são habilitados a vender para o Vietnã

Desde janeiro de 2019, o Brasil abriu mais de 65 mercados para produtos agropecuários, sendo 30 aberturas registradas somente este ano
De janeiro a maio de 2020, o Brasil abriu 30 mercados para produtos agropecuários. Foto: Mapa

Nesta semana, mais quatro unidades frigoríficas de aves e uma de suínos foram credenciadas e irão exportar as carnes do Brasil ao Vietnã. As novas plantas frigoríficas de aves aptas a exportar para o Vietnã estão localizadas nos estados de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Já a suína, em Minas Gerais.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as exportações de produtos agrícolas para o Vietnã, em 2019, somaram US$ 27,5 bilhões. Em 2018, totalizaram US $ 22,6 bilhões.

Saiba mais
Brasil vai vender carne bovina fresca para a Tailândia
Tailândia abre mercado para lácteos brasileiro

Desde janeiro de 2019, Mais de 700 estabelecimentos foram habilitados a exportar produtos agropecuários para 24 países.

“Isso mostra que o mundo olha o Brasil como grande fornecedor de alimentos, supridor de alimentos”, diz a ministra Tereza Cristina.

Mercados abertos para o agro brasileiro

Desde janeiro de 2019, o Brasil abriu 65 mercados para produtos agropecuários, sendo 30 aberturas registradas somente este ano.

No último dia 25 de maio, a Tailândia comunicou que irá importar carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis de bovino do Brasil, mercado com potencial de receita de US$ 100 milhões nos próximos anos. O país também abriu seu mercado para os lácteos brasileiros.

No início do mês passado, o governo das Filipinas credenciou estabelecimentos de carnes bovinas (Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Minas Gerais, Tocantins e Pará), de aves (Paraná, Santa Catarina e rio Grande do Sul), de peru (Rio Grande do Sul) e suína (Santa Catarina).

Outros novos mercados são castanha-de-baru para Coreia do Sul, melão para China (primeira fruta brasileira para o país asiático), gergelim para a Índia, castanha-do-Brasil (castanha-do-Pará) para Arábia Saudita, material genético avícola para diversos países e milho de pipoca para Colômbia.

Exportação de carnes do Brasil ao Vietnã

(em milhões de dólares)

2011= US$ 17,2
2012= US$ 24,9
2013= US$ 21,2
2014= US$ 31,3
2015= US$ 70,6
2016= US$ 60,7
2017= US$ 40,1
2018= US$ 48,5
2019= US$ 66,1

Dados: Agrostat

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.