Menu
Menu

Clima deve encarecer dieta do confinamento

Condições no Brasil e na Argentina podem colaborar para altas nos preços dos grãos em 2018
Alexandre Mendonça de Barros, analista da MB Agro. Foto: Alisson Freitas.

Por Alisson Freitas

O clima deve ter um papel importante no planejamento do confinamento em 2018. De acordo com o analista Alexandre Mendonça de Barros, da MB Agro, a seca prolongada na Argentina e o excesso de chuvas em áreas produtoras de grãos do Brasil devem aquecer a demanda por milho, soja e seus derivados, e, consequentemente, encarecer os custos de alimentação dos animais no cocho.

“A situação deve ficar ainda mais perigosa nas próximas semanas, pois estamos em um momento crítico nas lavouras”, destacou o analista em palestra durante o IV Encontro de Confinadores da Premix, no Rio de Janeiro, RJ.

Na soja, a demanda internacional deve ser aquecida pela falta de chuvas na Argentina, que acarretará na queda de rendimento das lavouras. O país é o maior exportador de farelo da oleaginosa e a baixa na produção fará com que os importadores busquem o insumo em outros fornecedores, provavelmente no Brasil, elevando os preços nos mercados interno e externo.

Já no milho, os valores subiram 8% na última semana, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq USP). Embora a alta esteja atrelada ao aumento do frete nos últimos dias, o mercado já vinha pressionado pelo excesso de chuvas em algumas das principais regiões produtoras do país. No Paraná, segundo maior produtor nacional do grão, as chuvas causaram atraso na colheita da safra de verão e, consequentemente, na semeadura da segunda safra.

“Temos um bom estoque de milho, mas os preços devem subir ainda mais nos próximos dias. Além do frete e excesso de chuvas, temos outro componente relevante nesse cenário, que é a forte demanda por exportação”, explicou Mendonça.

Em contrapartida, o analista destaca que a estabilidade nas cotações dos animais de reposição, maior custo de um confinamento, tornam o momento atrativo para o pecuarista garantir a sua lucratividade. “Se a margem estiver positiva, o produtor deve fechar negócio. Muitos sonham com preços maiores, mas é melhor aproveitar a janela do que ficar exposto a riscos”, concluiu Mendonça.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×

Carrinho

Você + Portal DBO

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter e receba diariamente o melhor do agronegócio em seu e-mail.