CNA e Mapa tentam elevar competitividade do leite brasileiro

Mapa sugeriu dobrar o número de indústrias de lácteos atendidas pelo Programa Mais Leite Saudável até 2021

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) voltaram a discutir formas de aumentar a competitividade do setor de lácteos do Brasil. Em reunião realizada na segunda-feira, 25 de fevereiro, as duas entidades debateram a criação de plano de melhoria para o país.

+Importação de leite cresce em janeiro e eleva déficit da balança comercial
+Fim de tarifa contra leite em pó importado assusta produtores
+Setor de lácteos confia em solução contra leite em pó da UE

Entre os temas abordados no encontro estiveram o fomento à assistência técnica e gerencial ao produtor rural, correção das distorções tributárias, redução de impostos para diminuir custos de produção e iniciativas para promover as exportações.

Thiago Rodrigues, assessor técnico da Comissão, explicou que a ideia da assistência técnica, por exemplo, é focar na maior efetividade do Programa Mais Leite Saudável. “A meta proposta pelo Mapa é dobrar o número de indústrias de lácteos atendidas pelo projeto até 2021, beneficiando assim, um maior número de produtores rurais”.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Fechar Menu
×

Carrinho