CNA levanta os custos de produção de grão no PR

Com alta nos preços de defensivos e fertilizantes, rentabilidade do produtor do estado ficou inferior à da safra anterior.
Foto: Jonas Oliveira

Técnicos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq) concluíram nesta quinta-feira, 19 de julho, os painéis do Projeto Campo Futuro no Paraná para levantar dados de custos de produção de soja, milho, feijão e trigo.

Produtores, representantes de sindicatos rurais, cooperativas e técnicos de assistência e extensão rural participaram do levantamento das informações desde segunda, 16, nos municípios de Castro, Guarapuava, Cascavel e Londrina.

De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, Alan Malinski, foi constatado nas quatro regiões que a irregularidade climática prejudicou o desenvolvimento da safra verão e da segunda safra. Os maiores problemas ocorreram com a cultura do feijão, por causa da seca e da queda de produtividade e os grãos foram comercializados por preços baixos.

Continue a leitura após o anúncio

Já as lavouras de soja foram afetadas pelo veranico ocorrido em meados de novembro, janeiro e fevereiro e por excesso de chuvas em meados de dezembro. Esses problemas climáticos reduziram o potencial produtivo da oleaginosa e favoreceram a infestação de pragas e doenças. Nas regiões mais ao oeste, houve maior pressão de doenças e os produtores tiveram que realizar aplicações extras de fungicidas.

“Dados preliminares indicam uma queda de produtividade de até 15% em algumas regiões. Entretanto, os preços de comercialização ficaram superiores aos da safra passada e isso contribuiu para que a receita do produtor com a soja ficasse próxima à safra passada”, afirma Alan Malinski.

O feijão na região de Castro e Guarapuava teve queda de preço e produtividade, devido a problemas climáticos durante o desenvolvimento da safra. Dessa forma, a receita com a produção de feijão teve uma queda considerável na comparação com a safra passada.

Para o milho safrinha, a estiagem ocorrida em meados de abril e maio diminuiu o potencial produtivo das lavouras do Oeste e Norte do estado. No entanto, a valorização do cereal contribuiu para melhorar a receita do produtor rural.

Os custos de produção tiveram aumentos em relação à safra passada. Houve alta nos preços de defensivos e fertilizantes em praticamente todas as regiões. A mão de obra foi outro item que teve aumento da planilha do produtor. Assim, relata Malinski, é possível afirmar que a rentabilidade do produtor do estado ficou inferior à da safra anterior.

Para a próxima safra, os fertilizantes estão sendo negociados com aumento de até R$ 300 por toneladas e as entregas já estão atrasadas principalmente na região oeste do estado. Isso tem preocupado os produtores, pois nessa região o plantio começa na segunda quinzena de setembro.

A colheita do milho safrinha está em andamento e dever aumentar o ritmo nos próximos dias. Como as lavouras estão muito irregulares, não se descarta que sejam realizados novos ajustes na produtividade do cereal.

Fonte: CNA

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Notícias relacionadas:

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio. 

Quais newsletter você gostaria de receber?
Notícias diárias (resumo do dia)Jornal de Leilões (semanal)